Imagem capa - CORONAVÍRUS, COVID-19 E A MATERNIDADE por Carla Caseiro
Saúde

CORONAVÍRUS, COVID-19 E A MATERNIDADE

Coronavírus, covid-19 na Gravidez, Recém-Nascido e Amamentação, Tudo o que deve saber!

Esta é a atualidade, um tema que não nos saí da cabeça, por aqui não é diferente. 

 

O meu dia-a-dia como o vosso está virado do avesso, sei que os tempos não são fáceis, mas por aqui tomámos todas as precauções e agora, como se diz, estamos nas mãos deste Coronavírus.

 

Não posso deixar de me preocupar com as minhas mamãs grávidas neste momento e nos seus bebés que aguardam dias melhores para os fotografar. 

o que uma mulher grávida deve saber?


Há muitas dúvidas ainda sobre o coronavírus e esta nova estripe Covid-19 e a gravidez e recém-nascido, pois é um vírus novo e ainda há muita coisa para saber e aprender. 

As informações que temos até agora, é que as grávidas, não estão nos grupos de risco, e se contraírem o vírus, por norma é de forma leve.

Nas informações disponíveis atualmente, também não parece haver transmissão vertical ao bebé, também não há evidências que passa através do leite materno, sendo que a amamentação é recomendada.

São poucas as informações existentes e estas são as possíveis.




No entanto, sabemos que uma mulher grávida, sofre bastantes modificações imunológicas, o que faz com que fique mais vunerável e pode levar a complicações na "presença" de várias doenças, foi por exemplo, o que se verificou no caso do H1N1.

Por tudo isto, não posso deixar de recomendar, muita precaução e as seguintes medidas de prevenção.

- Fique em casa o máximo possível durante a gravidez e depois com seu recém-nascido e nesta fase não aceitem visitas. 

Nos dias de hoje, existem vários métodos para fazer vídeo chamadas e neste momento será a melhor forma para conhecerem o vosso bebé.



 Reforço o meu pedido, protejam-se e também aos vossos. Fiquem em casa!

Nunca é demais, e transcrevo aqui as recomendações da OMS:

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
- LAVAR AS MÃOS FREQUENTEMENTE

Com água e sabão ou gel desinfetante, lavar bem as mãos com muita frequência ajuda a matar o vírus se este estiver nessa zona do corpo. Usar luvas não é mais eficaz do que lavar as mãos, uma vez que se tocar numa superfície contaminada e depois levar a luva à cara pode ficar infetado.

 

- EVITAR BEIJINHOS E APERTOS DE MÃO

Costuma cumprimentar os amigos e conhecidos com beijinhos? Esqueça. Com o nível de contágio do Covid-19 o ideal é cumprimentar à distância. Ninguém vai levar a mal, pode acreditar.

- CUIDADOS AO TOSSIR E/OU ESPIRRAR

Em caso de tosse ou espirro, tapar a boca e o nariz com a prega do cotovelo ou com um lenço de papel. Neste caso meter imediatamente o lenço no lixo e de seguida lavar muito bem as mãos. Ao cobrir a boca e o nariz evita a propagação do vírus. Se espirrar para as mãos, a probabilidade de contaminar objetos e pessoas nos quais toque é alta.

- MANTENHA A DISTÂNCIA SOCIAL

Além de evitar beijos e apertos de mão, a OMS recomenda pelo menos um metro de distância para todas as pessoas, sobretudo aquelas que revelem sintomas como tosse, espirros e febre. Porquê? Porque quando alguém com uma infeção respiratória como o Covid-19 espirra ou tosse projeta pequenas gotículas contaminadas. Se estiver próximo dessa pessoa, a probabilidade de inalar o vírus é alta.

- NÃO TOQUE NOS SEUS PRÓPRIOS OLHOS, NARIZ E BOCA

As mãos tocam constantemente em superfícies, maçanetas e objetos que podem estar contaminados. Levar as mãos à cara pode transferir o vírus dessas superfícies para dentro do seu organismo. Daí a importância de lavar muitas vezes as mãos.

- TEM FEBRE E DIFICULDADE EM RESPIRAR? FIQUE EM CASA E LIGUE PARA A SNS24

Segundo a DGS, 65% dos 78 casos confirmados de Covid-19 em Portugal apresentaram sintomas de tosse, 46% tinham febre e cerca de 40% queixavam-se de dores musculares e/ou dor de cabeça. Se tem algum destes sintomas, não saia de casa e telefone para o número 808 24 24 24, através do qual pode ser ouvido e aconselhado por técnicos de saúde. Ponha em prática as medidas anteriores e permaneça isolado, porque isso previne a possível propagação do Covid-19 ou outras infeções respiratórias.

- ACOMPANHE AS NOTÍCIAS

A Organização Mundial da Saúde considera fundamental que a população se mantenha informada sobre as mais recentes novidades em relação ao Covid-19 e as zonas onde se está a propagar. Neste momento todo o cuidado é pouco e o objetivo é reduzir a probabilidade de contrair o vírus.

- ESTEVE RECENTEMENTE NUM PAÍS COM MUITOS CASOS DE COVID-19?

Os viajantes que tiveram contacto com casos confirmados devem entrar em contacto com as autoridades de forma a serem submetidos a observação médica. Os restantes devem estar atentos a possíveis sintomas de infeção respiratória.

- TEM VIAGENS MARCADAS? PENSE DUAS VEZES ANTES DE VIAJAR

Neste momento, o hemisfério norte está a meio do inverno, uma altura em que a gripe e outras infeções respiratórias são muito comuns. A OMS recomenda por isso que se evitem viagens desnecessárias pois é premente conter a propagação do Covid-19 e o grau de dificuldade aumenta com a circulação de pessoas entre países.

Mantenham-se Salvos!


Update 26/03/2020

Esta madrugada nasceu, mais um bebé filho de uma mamã infetada com o novo coronavírus, no Hospital de São João, no Porto.

Foi uma cesariana e tanto a mãe como o recém-nascido estão bem. Já foi feito um primeiro teste ao bebé e o resultado foi negativo.

Já contamos com 2 nascimentos em Portugal de bebés filhos de uma mamã infetada infetada com o novo coronavírus.